Reinventar Direitos, Reafirmar Lutas

IEA e IJHF promovem Seminário na semana de aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Na semana em que a Declaração Universal dos Direitos Humanos completa mais um ano de existência, o Instituto Ensaio Aberto, em parceria com o Instituto Joaquín Herrera Flores (IJHF),  promoverá Seminário para debater as conquistas e desafios acerca da solidificação desses direitos no Brasil e no mundo.

 

??

Depois de 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e diante de algumas evidências desfavoráveis de nosso tempo, devemos falar em fracasso da utopia dos direitos humanos? Quais alternativas para seguir construindo processos de respeito a esses direitos? Quais são os desafios para transformação social? Quais lutas devem ser prioridade nesse momento da história?

 

O evento acontecerá no Armazém da Utopia, nos dias 9 e 10 de dezembro, a partir de 18 horas.

 

Programação

 

𝟎𝟗/𝟏𝟐 – 𝐒𝐞𝐠𝐮𝐧𝐝𝐚-𝐟𝐞𝐢𝐫𝐚
𝐌𝐞𝐬𝐚 𝟏
Diante das evidências desfavoráveis do nosso tempo, é possível reconhecer o fracasso da utopia dos direitos humanos?

Bethania Assi – Professora do Programa de Pós-graduação em Direito da Puc-Rio e da UERJ
Juliana Neuschwander – professora de História e Sociologia do Direito na UFRJ e mebro do IJHF
Carol Proner – professora da Faculdade de Direito da UFRJ, membro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia(ABJD) e diretora do IJHF
João Paulo Allain Teixeira – Professor dos Programas de Pós-Graduação em Direito da PUC-PE e Universidade Federal de Pernambuco.
José María Gómez – Professor aposentado UFRJ e pesquisador do Núcleo de Direitos Humanos do Programa de Pós-graduação da Puc-Rio.

𝐌𝐞𝐬𝐚 𝟐
Quais são as alternativas para seguir construindo processos de respeito aos direitos humanos?

Alexandre Bernardino Costa – Professor da pós em Direitos Humanos UNB e líder do grupo de pesquisa O Direito Achado na Rua.
João Dornelles – Coordenação do Núcleo de Direitos Humanos PUC-Rio e mebro do IJHF
Elida Lauris- Coordenadora executiva da Terra de Direitos e articuladora do Fórum Justiça
Gisele Ricobom – Professora da Universidade Federal da Integração Latino-Americana(UNILA) e membro do IJHF.

___________________________
𝟏𝟎/𝟏𝟐 – 𝐓𝐞𝐫ç𝐚-𝐟𝐞𝐢𝐫𝐚
𝐌𝐞𝐬𝐚 𝟏
Quais são os principais desafios para a transformação social?

Cunca Bocayuva – Professor do Programa de Pós-graduação em políticas públicas em Direitos Humanos UFRJ
Vantuil Pereira – Diretor e professor do Núcleo de Estudos de Políticas Públicas em Direitos Humanos UFRJ
Christophe Ventura – Diretor de pesquisa do Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas (IRIS, França)
Prudente de Melo- Prudente José Silveira de Mello é doutor em Direitos, professor da Faculdade Cesusc e advogado trabalhista desde 1982.

𝐌𝐞𝐬𝐚 𝟐
Quais são as agendas de lutas prioritárias?

Luiz Lobo – Diretor do Armazém da Utopia e Companhia Teatral Ensaio Aberto
Lucia Xavier – Assistente social e fundadora da ONG CRIOLA.
Guilherme Basto Lima – Analista Internacional (Puc-Rio)
Tainá de Paula – Ativista de lutas urbana e Coordenadora Regional do Projeto Brasil Cidades
Suane Soares – Professora de bioética NUBEA/UFRJ, especialista em gênero e sexualidade

___________________________
𝐃𝐢𝐚𝐬 𝟎𝟗 𝐞 𝟏𝟎 𝐝𝐞 𝐝𝐞𝐳𝐞𝐦𝐛𝐫𝐨 | 𝟏𝟖𝐡
Abertura da casa e do bar 1h antes do início do evento

𝐀𝐫𝐦𝐚𝐳é𝐦 𝐝𝐚 𝐔𝐭𝐨𝐩𝐢𝐚
Armazém 6
VLT Parada Utopia AquaRio

O Armazém da Utopia conta com adaptações para pessoas com necessidades especiais.

𝐀 𝐞𝐧𝐭𝐫𝐚𝐝𝐚 é 𝐠𝐫𝐚𝐭𝐮𝐢𝐭𝐚
𝐈𝐧𝐬𝐜𝐫𝐢çõ𝐞𝐬
www.sympla.com.br/CompanhiaEnsaioAberto

𝐓𝐞𝐥𝐞𝐟𝐨𝐧𝐞/𝐖𝐡𝐚𝐭𝐬𝐀𝐩𝐩: (21) 98909-2402

___________________________

O seminário “Declaração Universal dos Direitos Humanos: reinventar direitos, reafirmar as lutas” promovido pelo Instituto Ensaio Aberto, é parte do projeto: Cultura, Direitos Humanos e Pensamento Crítico, que engloba 03 fóruns temáticos com intervenções artísticas, 02 cine-debates, 01 seminário, 01 curso de formação em Pensamento Crítico, 01 vídeo e lançamento de 02 livros sobre temas de direitos humanos. O Núcleo de Estudos de Políticas Públicas em Direitos Humanos (NEPPDH) e o Instituto Joaquín Herrera Flores (IJHF) são colaboradores para a realização desse seminário.

O Instituto Ensaio Aberto nasce em 2008 com a missão de consolidar a função social da Companhia Ensaio Aberto, de criar e produzir arte comprometida com a transformação da realidade e consciência cidadã.

O projeto tem apoio do Ministério da Cidadania e Governo Federal.

 

 

Mais informações sobre as mesas e inscrições no link

Nos vemos lá!!

 

O projeto tem apoio do Ministério da Cidadania e Governo Federal.

 

Deixe uma resposta